Eu não tenho medo…



Já ouvi muitas pessoas dizendo que têm medo de viajar. Respeito, até mesmo porque muitas delas têm ligação forte com a família ou algo que prenda ao lugar onde mora, como filhos ou trabalho fixo.

Mas… algumas apenas se acomodam. Têm dinheiro suficiente, capacidade, maturidade e simplesmente nem pensam na idéia. Viajar não é algo fácil, ainda mais tendo que assumir todos os riscos… mas não conheço ninguém que se arrependeu. Claro que sem contar os clandestinos ou pessoas que viajam ilegalmente, aí o risco é muito maior.

Estou falando de algo concreto, tudo legal, não tendo motivos para sentir medo. Em quase todos os lugares se encontra trabalho, mesmo que ilegalmente. Austrália é tranquilo porque eles precisam de mão de obra pesada e a maioria dos brasileiros fazem este tipo de serviço. Geralmente coisas que nunca sonhamos em fazer no Brasil.


Eu passei apenas 7 meses por lá, mas fiz de tudo um pouco. É uma constante – com um nível de inglês baixo ao médio – que o primeiro trabalho seja como “kitchenhand” (assistente de cozinha). O “famoso” lavador de pratos.

Mas para ter idéia, em Sydney o salário médio é de 10 a 13 dólares por hora. Dinheiro que no Brasil representa um bom emprego! Ganhar 25 reais por hora, trabalhando 8 horas por dia e 5 dias por semana seriam 4000 reais por mês. E ainda com a vantagem de que na Austrália o pagamento é semanal. Gastando uns 100 dólares fixos por semana de aluguel, o resto é economizar e ir juntando. Conheci muitas pessoas que rodaram o mundo com as economias de lavar pratos ou carros.

Também trabalhei em serviços pesados como limpar porão de navio cargueiro, carregar e descarregar caminhão de madeira.. e outros estranhos como envelopar mala direta. Mas quando mais precisava apareceu um emprego fixo em um PUB irado, o Steyne Hotel em Manly. Trabalhava pesado, mas queira ou não estava na noite sempre e o melhor de tudo – com cerveja e sinuca de graça quase todas as noites. E ainda ganhava em média 20 dólares por hora para isso! Que sacrifício…

Na Inglaterra a moeda é 4 para 1 com o real, mas também se ganha em 4 para 1. Na Austrália é 2 para 1. O Euro é por volta de 3 para 1. Infelizmente aqui na Suíça as coisas são mais complicadas. Achar trabalho é dificílimo para os brasileiros e sem visto, é impossível. Mas eu ainda me acerto… e você???

Abraço e paz!

Michel P. Zylberberg
www.rodandopelomundo.com

Curta e siga:

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.