Pink Floyd



Têm dias em que tudo parece estar uma merda, nada te faz animar, o tempo não passa e a sensação de afundar só aumenta…

Cada vez mais as pessoas conhecem a depressão, mesmo que às vezes não percebam que ela já tomou conta de tudo.

Eu sofri muito anos com este mal, na maioria das vezes em silêncio, me destruindo por dentro. É uma sensação terrível.

Quando estava em crise gostava muito de escrever… poesias, desabafos, tudo que me tornasse mais livre desse tormento.

Música é algo incrível também, alguma em especial ou mesmo um álbum que faça você viajar. E por isso o título desse post.

Meu gosto músical, apesar de ser muito eclético, é meio limitado.

pinkVai dos clássicos como Pink, Doors e Led, passando por muito reggae e caindo na MPB e surf music.

Fundamentais são Jack Johnson, Ben Harper e Donavon Frankenreiter. Outros que recomendo nesse estilo são Ayo e Damien Rice.

Alguns outros sons que não são muito conhecidos, mas que são fodas:

Groundation – reggae de primeiríssima linha!

The Beautiful Girls – australianos, também primeira linha no estilo surf music…

Miles Davis – som antigaço, mas que curto demais! Blues do bom…

Para fechar esse post – que mudou de deprê para dicas de músicas – não podia faltar o nosso bom malandro Chico Buarque… salve Chico!

O melhor remédio para depressão está aí em cima… o resto depende da tua cabeça e força de vontade! A minha está muito bem guardada, não escapa mais… porque acabar de vez é ilusão!

Chega de Pink Floyd, chega de escrever… me despedindo ao som de um sambinha bem brasuca…

Buenas! Valeu!

Curta e siga:

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.