Trabalhando pesado no exterior! (parte 1)

Muitos brasileiros querem sair do país com o sonho de trabalhar na área, mas infelizmente não é assim na grande maioria dos casos.

Uma vez tomada a decisão de partir, devemos estar preparados para qualquer tipo de situação!

Citarei um pouco da minha história na Austrália e penso que representa a de muitos brasileiros pelo mundo.

Cheguei com pouca grana, tudo muito caro. Demora muito para acostumar com os preços altos e isto já é um empurrão forte para a procura do emprego!

Até ajeitar os documentos para poder trabalhar e passar a euforia da vida nova já se vai boa parte do dinheiro e a cobrança aumenta.

Contatos aqui, pedidos ali, currículos falsos com anos de experiência lavando prato em “copacabana palaces” da vida. Batendo de porta em porta e levando ‘não’ para uma profissão nunca antes imaginada no Brasil.

Até que um amigo teu te liga e chama para cobrir a vaga de alguém que não foi trabalhar. Você trabalha duro, lava mais pratos do que nunca na vida e o cara te chama para fazer umas 15h por semana. Uns 10 dólares por hora, já dá para pagar o aluguel.

Tinha uma época que eu trabalhava apenas sábado a noite, com o restaurante lotado e todos meus amigos na farra.

Mas o senhor paquistanês que trabalhava comigo me dizia: “eles estão gastando. Você, a cada prato que lava, é um dólar a mais!” E dava risada. Eu também!

No meio tempo tem que se virar para tirar uma grana extra, mesmo que para isto tenha que faltar algumas aulas na escola. São os trabalhos pesados, pagamento mais alto para trabalhos de mais risco e esforço físico.

Trabalhei, entre outras coisas, limpando porão de navio cargueiro e ajudando no corte de árvores (foto). Trabalhos que, como a construção civil, podem chegar até a 200 dólares por dia. Esforço sempre válido!

Mas poucos conseguem trabalhar todos os dias. Além de comprometer os estudos e a presença nas aulas, importante para a renovação do visto.

Depois de uns dias, com mais contatos, você arruma mais algumas horas em um outro restaurante, já se preparando para subir na carreira, sonhando em virar garçom e ganhar também as gordas gorjetas!

Eu bem que tentei, mas as mulheres levam vantagem, pegando a grande maioria das vagas. Mesmo com um inglês pior. Compreensível! Mas muitos amigos conseguiram.

Quando o gerente do restaurante disse que não daria certo, foi uma decepção e uma grande lição de vida. Qualquer coisa que queira fazer na vida exige força de vontade, jamais despreze alguém que trabalhe. Todos têm valor!

Até que um dia, trabalhando a tarde em um sabadão de sol rachando, puto e pensando na festa de aniversário incrível que faziam em casa, disse que estava me sentindo mal e larguei eles sem kitchenhand (ajudante de cozinha). Até hoje gostaria de ver o gerente escroto lavando aquela tonelada de pratos!

Não voltei mais, nem para buscar o pagamento da semana (na Austrália geralmente pagam tudo por semana) e nem para trabalhar de novo. Era feliz, como podem ver na foto acima (sou aquele no alto), mas outra vez desempregado.

> leia a segunda e a terceira parte da série!

Leia mais sobre viagens e encontre muitas dicas em Destaques

Post to Twitter

There are 16 comments for this article
  1. Leonardo at 0:42

    Ola Michael você poderia me informar se é possível ir para a australia apenas para trabalhar na construção civil ou talvez como lenhador ou qualquer outro emprego que seja mais trabalho físico vlw

  2. Helena Sandra Garrido at 16:16

    ola gente boa que esta a trabalhar na australia eu tenho 42 anos e era comercial em portugal mas isto esta muito mal ca em todos os trabalhos nao ha trabalho por isso eu vos peço ajuda eu tenho esperiençia em cozinha sera que arranjava trabalho la e quanto ganharia e quantas horas trabalharia por semana nao tenho filhos beijinhos fiquem com deus helena .

    • rodandopelomundo.com at 19:54

      Olá Helena, obrigado pelo comentário!
      Austrália é um ótimo destino e oferece muitas oportunidades de emprego, mas o nosso conselho é que você procure uma empresa de intercâmbio especializada em Austrália, eles poderão te explicar todos os passos para que você conseguir realizar esse desejo.
      Um abraço e boa sorte!

  3. FABIANO FREITAS BORGES at 10:23

    ola fabiano freitas borges tenho 27 anos como que eu fazo para trabalha ilegal ou legal qualquer coisa mais fora do brasil 021 35185549 ou 78791743

  4. José Carlos at 11:17

    Oi Michel, meu nome é José, trabalho na comstrução civíl. Tenho vontade de trabalhar fora do Brasil, não só pelo salário, mas para acrescentar em meu currículo!
    gostaria que vc por favor, me orientasse qual o procedimento que devo seguir. me faria esse gentileza? obrigado, fica com Deus.

    • rodandopelomundo.com at 18:22

      Olá José, tudo bem?

      Trabalhar fora do Brasil com construção civil é interessante, mas tem que ver certinho pra não entrar em furada!

      Aqui na Europa você teria mais chance se tivesse um passaporte europeu.

      Na Austrália precisam de mão de obra, mas o investimento pra ir é alto.

      Acho melhor você procurar uma agência especializada e ir com alguma coisa de concreto, pra não arriscar gastar toda grana e voltar pro Brasil sem ter trabalhado.

      Qualquer coisa me avisa que tento ajudar mais!

      Abraço e boa sorte,

      Michel

  5. nancy motta at 14:38

    Oi Michel!! Desculpe se escrevir bestera. Pensando bem, vc tem toda razão, são uns folgados, né? tú tinhas quê mandar prá quele lugar, ou deixar um recado bem desaforado para os idiotas, rsrsrsrs. Um super beijo! Nancy Motta

  6. Michel Zylberberg at 5:25

    Olá Eliseu, tudo beleza por aqui, espero que aí também!
    Tentei pegar informações mais específicas com um amigo que está trabalhando com construção civil na Austrália, mas os horários não batem e ainda não consegui falar com ele.
    O que posso adiantar é que esse ramo é um dos mais procurados por brasileiros por lá! E se você for com certeza encontrará muitos já trabalhando e aí pode ir fazendo contatos para arrumar um emprego! As especializações sempre ajudam, e o salário deve ser também um pouco mais alto..
    Mas, pelo menos em Sydney, o salário médio de pedreiro é de pouco mais de 1000 dólares por semana! Nada mau… dá para juntar uma grana legal!
    Acho que tem que fazer curso de segurança ou algo do tipo.. para todos os trabalhos na Austrália, se for trabalhar legal, tem que tirar diploma. Mas pode ser um curso de 1 dia, não sei te dizer com certeza.
    O horário normal e legal é de 20 horas por semana, e você teria que fazer um curso também. Mas a coisa é bem diferente chegando lá.. o que eu recomendo é pegar um curso a noite e trabalhar integral mesmo.. eles não controlam muito a carga horária, fazem vista grossa.
    O que eu recomendaria é você procurar uma empresa especializada em Austrália, tipo a http://www.informationbrazil.com.au
    Lá eles podem te explicar muito melhor do que eu.. tudo que sei foi aprendendo por lá e com amigos que também se jogaram no mundo!
    Bom, espero ter ajudado.. não se preocupe com a letra pequena no comentário, é normal.
    Precisando pode escrever, respondo sempre que puder!
    Grande abraço e boa semana!
    Michel
    http://www.rodandopelomundo.com

  7. Eliseu at 11:28

    Olá Michel,beleza?Obrigado por essa dedicação e carinho que você demostra para com os seus conterrâneos.Pode ter serteza que essa sua dedicação e experiência tem ajudado muitas pessoas que, assim com eu,tem vontade de ir para outro país em busca de novos orizontes e constantemente procuram por informações o mais concretas e realísticas possíveis,assim como as suas, as quais nos colocam em uma posição bem proxima daquilo que veviremos no exterior, caso realmente tomemos essa dicisão em nossas vidas.Esse conheciemto adquirido por meio de suas experiências pessoais torna-nos mais seguros e ao mesmo tempo faz-nos colocar os pés no chão diante de nossas intenções e expectivas.Aproveitando esse momento, gostaria de tirar algumas dúvidas em relação ao setor de construção civil na Australia.Sou pedreiro profissional e atuo em vários seguimentos dentro dessa categoria profissional e pretendo ir para a Austrália afim de trabalhar nesse ramo e levantar uma grana e voltar ao Brasil após uns quatro anos de trabalho, mas, para isso eu gostaria de saber se realmente a uma procura por pedreiro lá no dia-a-dia e se eu teria dificuldade de atuar especificamente nessa profissaõ estando lá.Outra coisa que eu gostaria de saber, se tiver no seu alcance responder, é em relação o salário.Existe distinção de salário entre um pedreiro comum e um pedreiro especialisado; azulejista, por exemplo?Eles exigem algum tipo de curso específico ou alguma comprovante de experiência para atuar nessa profissão, tipo registro em carteira ou carta de referência editada por alguém que eu tenha trabalhado aqui no Brasil ou, ainda, uma idade mínima?Quanto ganha no mínimo um pedreiro lá e, se for possível responder, qual é a média de salário entre um pedreiro comum e um especializado?Em relação a carga horária do não estudante quanto tempo se trabalha por semana com pedreiro?
    Michel se você puder responder essas perguntas ficarei muitíssimo agradecido.Espero o seu contato e que Deus ilumine os seus caminhos.Até mais amigo!

  8. pedro at 1:03

    e aí tudo bom? me diz uma coisa, e como é trabalhar ilegal la na australia? e fácil pegar um trabalho com um bom nivel de ingles?
    abraço e boas viajens

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>