Resquícios do inverno



Até a poucos dias atrás me lembro que ficava com raiva de saber que o verão brasileiro estava no auge e eu aqui congelando na Europa. Logo eu que passei 27 anos de calor e carnaval, agora devia me contentar com tímidos raios de sol.

Mas não foi tão ruim quanto imaginava. Porque no Brasil eu morava no sul de Minas, em um vale e no inverno fazia tanto frio que muitas vezes se aproximava com o frio daqui. Mas no Brasil o frio é diferente, eu sentia mais.

Aqui todas as casas tem aquecimento em todos os cômodos, prédios com aquecimento central e temos roupas apropriadas. O banheiro é sempre aquecido e um banho quente cai sempre bem. No Brasil eu fugia do banho porque além de pouca, a água não dava conta de esquentar o corpo que congelava. E os casacos e roupas em geral não eram feitas para proteger realmente do frio.

Mas no Brasil temos uma vantagem grande, mesmo com o frio, temos quase sempre sol em boa parte do dia. Aqui não, no auge do inverno o sol custa a aparecer atrás das montanhas nevadas. Umas 3/4 da tarde e já é noite. Vai trabalhar no escuro e volta no escuro. Realmente meio depressivo.

Nesse inverno foi a primeira vez que vi neve de verdade e ainda verei por muitos anos por aqui, mas é bom sentir tamanha variação de temperatura para valorizar as férias no Brasil. Para valorizar o nosso clima, nossos recursos naturais e nossa gente quente – alegre.

Este domingo de primavera foi o primeiro dia que consegui pegar um sol, estava mais branco que quando nasci. E agora que o Brasil esfria, aqui o verão já dá as caras. E faz calor, muito calor! Ao contrário do que eu e muita gente imaginava.

Um amigo que mora aqui há alguns anos nasceu e passou a vida toda em Recife, nunca havia sentido menos de 18 graus. Não é de se estranhar que quase todos os invernos os brasileiros aqui fogem algumas semanas para a terrinha.

Mas agora que finalmente o frio acabou, é curtir o calor e o sol até o próximo inverno. Infelizmente aqui inverno não é apenas sinal de chuva.

Curta e siga:

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.