gringo, amigo?



Quando viajamos para um outro país deixamos para trás todos os nossos amigos, família e geralmente recomeçamos do zero o círculo de amizade.

Para quem vai estudar geralmente é mais fácil, porque escola é sempre um ótimo lugar para conhecer outras pessoas da mesma faixa de idade e interesse.

Mas gringo é tão amigo quanto um brasileiro? Afinal, boa parte deles têm fama de serem mais fechados. E realmente acontece assim muitas vezes.

Eu tive a sorte de conhecer muitos gringos que se tornaram irmãos! Basta saber respeitar a diferença da cultura e costumes. A dificuldade da língua também complica muitas vezes.

Muitíssimos brasileiros vão morar fora e só fazem amizade com outros brasileiros, não se comunicam quase nunca com estrangeiros. Outros evitam o máximo que podem os brasileiros para poderem aprender mais rápido outro idioma.

Eu, como sempre, era entre os dois extremos. Fiz muitos amigos brasileiros – porque na hora do perrengue e de conseguir emprego geralmente são eles que ajudam – e muitos gringos também.

Namorar uma gringa é outro conselho para quem quer pegar fluência mais rápido. Com o sério risco de acabar como eu, casado.

Faça sempre o maior número de contatos que puder. Não se feche, porque assim fechará também muitas portas. Faça amigos no mundo todo, que assim terá sempre uma referência por onde passar.

No mais, aceitei o convite para ser colunista no site Trilhas e Aventuras e já comecei a publicar alguns textos por lá! Vale a visita.

Grande abraço e muita paz!

Michel P. Zylberberg

Curta e siga:
Avatar

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.