O Haiti é aqui



País colonial de solo fértil, onde bastava plantar e colher – de tudo. Açúcar, banana, manga, milho, batata-doce, legumes… América, república presidencialista, golpes ditatoriais, catolicismo. Coincidências… o Haiti é aqui; é lá… era lá.

Mas até antes do terrível terremoto, o que você sabia do Haiti? Eu, nada. Era como o bairro pobre de uma cidade grande, recebendo o olhar indiferente do resto do mundo.

Se fizessem uma campanha para arrecadar dinheiro antes do desastre, alguém doaria? Eu doei, mas depois da tragédia. Depois que as imagens do terror invadiram nossas casas. Se fosse antes, para ajudar um país pobre a se estruturar, não acho que doaria. Sou sincero. Temos os nossos problemas, e são tantos!

rodandopelomundo_haiti2
Pobre país pobre, de um povo até então feliz. Quase ninguém chorou, ao menos nas fortes imagens que rodaram pela TV e pela rede. Talvez não tenham chorado porque são “acostumados” com grandes perdas. Ou com a eterna “macumba” – como explicou o digníssimo Cônsul haitiano no Brasil.

A natureza terminou de destruir o que nós havíamos já destruído. A impotência, o senso de responsabilidade. Americanos agora jogam comida dos aviões, não bombas. Mas em outra parte do mundo continuam a destruir algum outro país. Por que a natureza é implacável? E nós?

Pense no Haiti, reze pelo Haiti / O Haiti é aqui / O Haiti não é aqui (Caetano Veloso)

Passamos por cima de corpos espalhados pelo chão. Nos trancamos em nossos carros, em nossas casas, em nosso círculo de amigos, na internet. Mundos virtuais. Um pai que dá de presente um jogo de guerra para o garoto… que vive a guerra do lado de fora da janela.

A vida é um jogo egoísta. Fique rico, passe por cima de tudo e todos. Leve tua fortuna e a tua solidão para a eternidade. Eu sonho um mundo sem fronteiras, sem desigualdade. Mas o jogo de matar ou morrer nunca acabará.

Pense agora se alguém lembrará de você alguns anos depois que você morrer. Pois o sentido da vida não é o que você conquistou, mas sim o que você ajudou a construir. Aí, aqui, ou até mesmo no Haiti.

Grande abraço, boa semana e muita paz!

Michel P. Zylberberg
www.rodandopelomundo.com

P.S.: Foto original [link]

Curta e siga:
Avatar

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.