Rodando pela Suíça – Valle Verzasca

Rodando pela Suíça – Valle Verzasca

“Valle Verzasca” è uma região muito charmosa situada na parte italiana da Suíça (Cantão Ticino). Faz parte do distrito de Locarno e compreende os municípios de Mergoscia, Vogorno, Corippo, Lavertezzo, Brione Verzasca, Gerra Verzasca, Frasco e Sonogno.

Cercada por uma alta cadeia de montanhas, é situada ao norte do Lago Maggiore. Apesar da contrução da represa de Contra (220m de altura e 380 de altura) nos anos 60, a região ainda conta com inúmeras cachoeiras e boa parte da natureza completamente selvagem. Para quem gosta de esportes radicais, a represa abriga o segundo bungee jump mais alto do mundo em estrutura fixa. O belo cenário foi palco de algumas cenas do filme Agente 007 – GoldenEye (1995).

Ao visitar essa região alguns dias atrás para fotografar e criar o post, algumas vezes me senti como o protagonista no filme “Into the Wild” (2007), o contato com a natureza é muito forte.

Pelo difícil acesso nunca foi considerada politicamente relevante, até por isto manteve as características históricas. Mas o povo é receptivo e acostumado com turistas, até mesmo estrangeiros. Tomar um café ou uma cerveja em um dos muitos barzinhos na beira da estrada é uma boa pedida, ainda mais porque muitos deles têm uma belíssima vista panorâmica.

A causa da grande variação de altitude (média de 2400m), as diversas regiões do Valle Verzasca têm climas muito diversos. Em algumas épocas do ano é possível partir de Tenero e Gordola com um clima quente e pouco vento e encontrar muita neve e muito vento em Sonogno. Essas mudanças proporcionam cenários inesquecíveis!

A ‘Ponte dei Salti’ (Ponte dos Saltos, foto acima) em Lavertezzo é um importante ponto turístico, especialmente no verão, onde é possível nadar – e saltar da ponte – no ‘Fiume Verzasca’ (Rio Verzasca) e também fazer imersão. No inverno a região é pouco movimentada e a maioria dos albergues e restaurantes fecham.

Em 2004 a população era de 3.299 pessoas, um número baixo até mesmo para os padrões suíços. É normal encontrar um estilo de vida muito diverso dos altos padrões do país. Nada de luxo e tecnologia e sim um cotidiano de vida simples em meio à natureza.

Um registro do transporte de cabras da antiga raça ‘Nera Verzasca’, muito comuns na região devido a uma grande resistência e agilidade na neve.

Um lugar que “parou no tempo”, mas que ainda sim atrai muitos turistas (cerca 300.000 por ano) devido às riquezas naturais e culturais e também aos esportes radicais. Boa parte são amantes do trekking (existem inúmeras trilhas bem sinalizadas), ciclistas (pelo menos 5 percursos de nível entre médio/difícil) e também canoístas e mergulhadores. Mas é preciso ter cuidado e procurar profissionais locais especializados (links no fim do post), já que – por exemplo – entre 1990 e 2000 morreram 35 canoístas devido ao alto nível de dificuldade da decida e também das fortes correntes.

Aos amantes da cultura, a Valle abriga a ‘Cappella del Vescovo’ em Gordola e a ‘Casa della lana’ e o ‘Museo Valle Verzasca’ em Sonogno. Existe também um molino construído em 1880 e restaurado em 1996 em Frasco. Já Brione tem como atrações o ‘Castello dei Marcacci’ e a igreja paroquial. A acesso de carro é partindo de Tenero ou Gordola por uma estradinha (bem asfaltada, sinalizada e sem buracos) de mão única em meio às montanhas. Existe também um ônibus dos correios que leva passageiros até Sonogno.

No verão passado fui de carro até Sonogno, mas agora no inverno preferi ir só até Lavertezzo, já que não tinha correntes para os pneus do carro e não sabia quanta neve encontraria no caminho. Até onde cheguei as estradas eram boas e não tive problemas, mas o acostamento geralmente era cheio de neve e impossível de parar. O jeito foi “roubar” as vagas em algumas casas ou restaurantes na beira da estrada. Mas foi o único ponto negativo esse fato que existem poucos pontos para estacionar e fotografar. Uma coisa é fato, a paisagem em geral é de tirar o fôlego!

Curti muito, espero que vocês também! Para quem quiser ver mais fotos dessa viagem, basta acessar o álbum completo na nossa página no Facebook!

Visite também: Site oficial | Site do órgão de turismo | Site da Fundação Verzasca | Informações sobre excursões, trilhas, acomodação e restaurantes (em inglês, italiano, francês e alemão) | Verzasca Dam Bungee Jump (saltos de abril à outubro, preço cerca 250 dólares. Site e vídeo promocional) | Canyoning Trekking Outdoor Team (Site) | Diving no Pozzo dei Salti (Cerca 10m de profundidade. Site) | Canyoning InDepthOutThere (Duração 8h, preço cerca 190 dólares. Site).

Visite também no Rodando Pelo Mundo: Suíça – Coletânea de posts

Um abraço e muita paz!

Michel P. Zylberberg
www.rodandopelomundo.com

Post to Twitter

There are 3 comments for this article
  1. Tatiana at 16:17

    Ola. Me chamo Tatiana e trabalho em uma assessoria de imprensa na Espanha. Gostaria de saber se você aceita escrever um post para um dos nossos clientes, seria uma publireportagem . Pago em euro. Se tiver interesse por favor, não deixe de me responder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>