Minha cidade, meu destino: Curitiba (Fernanda Souza | Preciso Viajar)



Quantas vezes você pensou em viajar dentro da própria cidade? Muitas vezes deixamos de aproveitar muitas coisas que estão debaixo dos nossos narizes, e foi por isto que convidei alguns amigos especiais para participarem da série “Minha cidade, meu destino”, onde cada um irá publicar 5 fotos e 5 dicas especiais. A nossa terceira convidada se chama Fernanda Souza e acabou de voltar ao Brasil trazendo na bagagem uma viagem de volta ao mundo! Ela já percorreu 41 países e vem fazendo um trabalho super legal no blog Preciso Viajar, onde compartilha de tudo sobre viagens! Valeu Fernanda, será sempre um prazer ter você por aqui no Rodando! Bom, chega de papo e vamos pras 5 super dicas de Curitiba:

Queria agradecer o Michel para ter me convidado para escrever sobre Curitiba aqui no Rodando pelo mundo. Assim como ele, eu também estou sempre rodando por aí e apesar de ser curitibana da “gema”, confesso que às vezes deixo de aproveitar tudo de bom que Curitiba tem.

Não vou falar de lugares óbvios como Jardim Botânico, Ópera de Arame e o bairro de Santa Felicidade porque isso já está nos guias. Então, vamos lá: apresento minhas 5 fotos e 5 dicas com uma certa gambiarra para fazer caber tudo em 5 fotos.

Praça do Japão
Um pedaço do Japão no meio de Curitiba. Adoro a praça, adoro os festivais que rolam por lá de vez em quando, adoro o Buda e adoro a paz que aquele pequeno lugar transmite.

Ciclovia Sete de Setembro
Apesar de eu não ter uma bicicleta, gosto de andar a pé pela ciclovia no sentido Praça do Japão – Fonte Jerusalém descendo no sentido Arthur Bernardes para aproveitar uma das inúmeras academias ao Ar Livre. É uma caminhada curta e tranquila. Para quem quer algo mais turístico, dá para continuar a caminhada a partir da Fonte Jerusalém no sentido Parque Barigui, o parque mais famoso de Curitiba (diz a lenda que 3 jacarés moram no parque). Essa caminhada é um pouco mais longa e é bom fazer de bike.

Restaurante italiano
Todo mundo sabe que Curitiba é lotada de descendentes de italianos (eu inclusive sou uma). Temos até um bairro chamado Santa Felicidade que é cheio de restaurantes italianos, mas o meu favorito fica no centro da cidade e se chama Spaghetto. Bom, bonito, barato. O restaurante não é muito grande, está sempre cheio e é super tradicional. Já comemoramos diversos eventos familiares por lá. Chegue cedo (meio-dia) ou depois das 14:00 hs para pegar menos filas.

The Sub’s
A concorrência é forte para quem curte gordices em Curitiba. Esqueça a dieta e visite o The Sub’s. O restaurante é famoso por seus sanduíches submarinos e batatas assadas, mas as saladas também são muito gostosas. E guarde espaço para a sobremesa, porque elas são demais! Adoro o The Sub’s – comida gostosa com preço honesto.

Parque São Lourenço
Um dos mais belos parques da cidade e não tão famoso como o Tanguá, Tingui ou o Barigui. Um parque muito tranquilo e quem estiver com disposição para andar, pode aproveitar e ir até a Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminiski, outros pontos bem turísticos da cidade.

Fernanda Souza (Fernanda Viajante)

PRECISO VIAJAR
Blog: www.precisoviajar.com
Facebook: www.facebook.com/citizenoftheworldbutmadeinbrazil
Twitter: @precisoviajar

Confira aqui os outros posts da série “Minha cidade, meu destino”.

Curta e siga:

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.
  • Curitiba é uma cidade belíssima, rica em lugares turísticos. O post destacou alguns lugares legais a serem visitados!

    http://www.brasiladentro.com.br/br/hoteis-pousadas/parana

  • Luiz

    Olá! Sei que nem sempre gostamos de críticas, mas não gostei nada dessa página elaborada pela Fernanda. Por isso, sinto-me obrigado a fazer o presente comentário. Eu sou do RJ e vivo em Ctba há 5 invernos (conto assim…rs), mas acho que a cidade tem muito mais a oferecer do que aquilo que foi relatado aqui…
    Acredito que as dicas acima feitas do leitor Victor são muito mais pertinentes. Impossível ir a Curitiba sem visitar o MON (Museu Oscar Niemeyer, vulgo Museu do Olho), o Jardim Botânico, a Opera de Arame, a feirinha do Largo da Ordem e (no município vizinho, mas vale pela proximidade) a majestosa e histórica Estrada da Graciosa (Vá no verão, quando é mais bonita! Repleta de hortênsias e rios para se banhar). Esses lugares são meus preferidos, mas têm muitos outros. Os parques são limpos e bem conservados. Apesar de pouco divulgada, achei muito legal a Universidade Livre (http://www.unilivre.org.br), pq nunca vi nada igual no Brasil!!! Em regra, a cidade dá um exemplo de cidadania. Pontos negativos: Zoológico e Rua 24 horas. Esses dois estão abandonados!!! Uma pena, pq a idéia é maravilhosa. Não conheço nenhum lugar que tenha uma Rua 24 horas. Ah! Apesar da fama, acho Santa Felicidade um horror em comida italiana. Simplesmente pq lá não tem comida italiana legítima, mas sim uma mistureba italo-brasileira. Se quer comer uma comida italiana legítima, experimente o restaurante La Lupa (http://www.lalupa.com.br) próximo do Museu do Olho, pois lá o chefe é italiano MEEESMO!!! Procure pelo Rodrigo, ele dá umas sugestões fantásticas.
    Abraços. Boa viagem

  • Gregory

    para quem é curitibana da gema nao mostrou nada para encantar um turista.

  • Diogo

    Me desculpe, mas “the subs” é uma lanchonete igual a dezenas de outras e não dica turística…

  • victor

    Acrescento alguns lugares:
    -Largo da ordem
    -Feirinha da praça da Ucrânia
    -Avenida Batel à noite (qualquer dia)
    -Praça da espanha domingo à tarde para tomar um café
    -Museu do olho (é lugar óbvio? se não for, vá)
    – Parque Barigui para dar uma corrida

  • Shirlei Silva

    Estive em Curitiba em 2008 e caminhei muito por esta linda cidade. Fiquei alojada no CEU ao lado do Passeio Publico e em uma manhã fui caminhando até o Parque São Lourenço, Ópera de Arame, Pedreira Paulo Leminski e por último cheguei ao Parque Tanguá. Foi cansativo mas ao chegar em cada ponto foi gratificante a caminhada! Vale muito a pena conhecer Curitiba, não conheci a Praça do Japão, essa vai ficar pra próxima visita. :)

  • Simone Yushiura

    Fe, tô indo para a África do Sul dia 26/12 e não poderia ir sem antes ler suas dicas! Amei tudo! Seu blog está lindissimo!! bjs