Ilhas Canárias: Rodando pela Gran Canária, uma das pérolas do arquipélago espanhol



Quando voltei da Gran Canária a pergunta era sempre a mesma, tanto de brasileiros quanto estrangeiros: “Mas onde fica?” Ela é uma das principais ilhas do arquipélago espanhol (localizado no Oceano Atlântico) das Canárias. A ilha, de origem vulcânica, tem forma quase circular e cerca 500 km de costas. Apesar da proximidade com a África (Marrocos), as Ilhas Canárias são uma Região Autónoma da Espanha. A capital é a cidade de Las Palmas e escolhemos ficar em Maspalomas. O clima quente e o vento forte se encarregaram de nos dar as boas-vindas, e o medo de dias frios (pelas previsões na internet) acabou se transformando em prazer ao curtir alguns dias de muito sol e calor – saindo de uma primavera fria e chuvosa Suíça, era tudo que queríamos!

canarias_mapa

A Gran Canária não é um destino turístico muito conhecido, especialmente quando comparado com Tenerife, Fuerteventura e outros “points” por aqui nas Ilhas Canárias. Mas a ilha atrai muitos turistas, especialmente suíços e alemães, amantes de mountain bike, corrida, natação, mergulho, caminhada, escalada e outros esportes nesse estilo, por causa de sua topografia (em boa parte plana na costa e com montanhas no centro) e uma infinidade de trilhas e estradas desertas.

rodandopelomundo_grancanaria01

Com belas praias de areia fina ou de pedras e um mar geralmente agitado (o vento, pelo menos durante a nossa viagem, era uma constante), a ilha abriga uma infinidade de hotéis, dos imponentes e luxuosos de frente pro mar até os mais econômicos e sem muitos privilégios. Condomínios fechados com casas também são uma ótima opção e foi a que escolhemos, ficamos no Cordial Green Golf (2 estrelas).

PESQUISAR AS MELHORES OFERTAS COM O BOOKING.COM

Como todo destino turístico que se preze, tem alta e baixa estação. Nessa época que viemos (final de abril, primavera por aqui) tudo ainda era tranquilo e a temperatura máxima ficava em torno de 27 graus. Imagino que os centros pacatos e cheios de opções pelos quais passeamos virem um formigueiro frenético nas próximas semanas e meses, com a chegada do verão.

rodandopelomundo_grancanaria04

A estrutura da costa de Maspalomas é muito boa, permitindo belos passeios de bicicleta ou até mesmo a pé. Sair do farol e ir até Arguineguín ou Puerto Rico é um giro clássico, com lojas e restaurantes de um lado e artistas de rua e um visual de tirar o fôlego do outro. Existe uma infra estrutura muito boa e a região valoriza o turismo – e os turistas.

Os táxis estão por todos os lados com preços razoáveis, mas os ônibus também são muito usados. As estradas pelas quais passei eram boas e o aluguel de carro também pode ser uma boa pedida. Só o passeio no centro da ilha que não é aconselhável, melhor pegar um pacote com ônibus de turismo especializado nesse trajeto. Alugamos bicicleta e também carro, ambas opções podem ser boas, dependendo da necessidade de cada um. A diária das bicicletas custa no mínimo 8 euros e de carro uns 40 euros.

rodandopelomundo_grancanaria02

Duas das atrações mais procuradas são o Dolphin & Whale Search, um passeio de barco em busca de golfinhos e baleias (eles garantem encontrar pelo menos um dos dois, caso contrário dão uma entrada grátis para um outro passeio) e o Palmitos Park, um parque temático/zoológico com uma infinidade de animais e várias atrações. Apesar do preço “salgado”, nós fomos e gostamos muito.

Próximo ao Palmitos existe uma outra opção para quem quiser se refrescar, é o Aqualand, um parque aquático que não visitamos, mas que parece ser bem legal, especialmente para quem estiver viajando com crianças. Paguei 2,20 euros (4,40 ida e volta) no ônibus de Maspalomas até o Palmitos, mas a dica é ficar ligado na volta, pois o parque fecha as 18h e o último ônibus pra volta parte as 17:15. Para voltar depois só pegando um táxi. Caso você for alugar um carro tome muito cuidado pois alguns trechos da estrada são muito estreitos e podem ser perigosos! Entre outras opções (com os nomes originais em inglês) estão o Camel Safari, Deluxe Vip Cruises, Helicopter Tours, Big Mountain Panoramic Tour, Buggy Pirates e até mesmo o Submarine Adventure.

rodandopelomundo_grancanaria05

As belas dunas beijadas pelo mar dividem a praia de Maspalomas e a Praia do Inglês, sendo esta bem mais turística, cheia de lojas, bares e restaurantes. Pra quem gosta de mais agito pode ser uma opção bem mais interessante. Uma coisa em comum entre as duas praias (e acredito que boa parte das outras) é a falta de sombras. Vi muitos turistas – também crianças e até bebês! – com a pele queimada de sol, muitos por descaso, mas outros apenas por passearem durante os horários de calor mais intenso. Chapéu ou boné, um bom protetor, uma camisa leve e muita água pra hidratar são itens indispensáveis. Crianças pequenas e até mesmo no carrinho de bebê merecem muita atenção, porque ficar com os braços, as pernas ou pés expostos ao sol pode significar um risco para a saúde.

rodandopelomundo_grancanaria03

Um dos passeios mais legais que fizemos foi, sem dúvida, a visita a Puerto de Mogán. Um pequeno porto muito charmoso, elegante e muito bem cuidado. Dos mínimos detalhes até a preservação do meio ambiente, realmente deixam uma impressão muito boa aos visitantes. Foi sem dúvida a água de mar mais limpa e transparente em um porto (e na maioria dos mares em geral) que vi nas minhas andanças pelo mundo. Com bons restaurantes – e baratos, pela qualidade que oferecem – e muitas lojas – já estas, bem caras -, esse lugarzinho preserva uma “vibe” super familiar, ao contrário da grande maioria dos destinos no sul da ilha, com um turismo de massa sempre mais intenso. Eu arriscaria até mesmo a dizer que uma visita é obrigatória para quem vier por essas bandas!

Os hotéis oferecem pacotes de passeios ou informações para aluguel e tudo mais que você buscar. As pessoas aqui, do recepcionista ao garçom, são sempre muito simpáticas e disponíveis. É só caprichar no portunhol e aproveitar, mas quase todos falam um pouco de inglês e até mesmo de alemão, devido à alta incidência de turistas da terra da oktoberfest.

Se você quiser buscar mais informações sobre a Gran Canária, não pode deixar de conferir o trabalho da Patrícia do blog de viagens Turomaquia! Ela mora na ilha há muitos anos e tem um conteúdo super válido. Inclusive tive o grande prazer de encontrar pessoalmente com ela em Las Palmas. É isso galera, hasta la vista viajantes!

Abraço e paz,

Michel P. Zylberberg
www.rodandopelomundo.com

Curta e siga:
Avatar

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.