Conhecemos o hotel que fica dentro do aeroporto internacional de Guarulhos



O sábado realmente não tinha sido o dos mais fáceis. Estava com dores de cabeça e no corpo devido a um treino de preparação para a corrida Reebok 10k de Montevidéu, no Uruguai, que aconteceu no dia 21 de novembro. O restante do dia seria apenas para descansar. E digo para você, foi em grande estilo, conhecendo o hotel Tryp Gru Airport.

A única forma de chegar ao hotel é por dentro da área de embarque internacional do novíssimo Terminal 3 do aeroporto de Guarulhos. Ou seja, o viajante já deve ter despachado sua bagagem com a companhia aérea, passado pela Polícia Federal e já deve estar imaginando o que fará com o tempo que lhe resta até a hora do seu voo. E se este voo atrasar por mais duas, três horas? E se foi remarcado para o dia seguinte?

Ficar vagando pelo aeroporto é prática comum para fazer o tempo passar, mas isso só nos deixa mais cansados. Os assentos dos aeroportos já não permitem que você possa usar a mochila como travesseiro e possa tirar um cochilo. É aí que entra o Tryp!

Cheguei por volta das 19h30, curioso para entender a proposta do primeiro hotel da América Latina situado dentro de um aeroporto. Fiz o check-in e a Bruna Paulino, agente de reservas do hotel, que me recebeu muito bem, já tinha o plano traçado para me apresentar ao Tryp. Peguei o cartão magnético para abrir a porta da minha suíte e ela me apresentou logo o Fitness Room, onde eu iria passar a minha noite. Nela, uma bicicleta ergométrica top de linha, além de uma cama de casal e um banheiro com tudo que é necessário. Atenção ao detalhes: além do espaçoso boxe para um banho relaxante, até linha de costura e botão tinham à disposição. 

DSC02215

Fitness Room.

Seguimos para conhecer a suíte PNE, para hóspedes portadores de necessidades especiais, com amplo espaço, camas mais baixas e banheiro inteiramente adaptado. Um luxo!

Banheiro de um dos apartamentos adaptados

Banheiro de um dos apartamentos adaptados.

Na sequência, entrei no Family Room, com uma cama de casal e um beliche. A curiosidade desta suíte é que ela tem um acesso para outra suíte ao lado, da mesma categoria, esquema este disponível para quem está com um grupo grande de pessoas da mesma família. As suítes King e Queen também garantem as instalações com o máximo em conforto. Como parte da decoração, um grande painel na parede com informações da cidade de Guarulhos, como população, clima, entre outras.

Family Room.

Family Room.

Algumas suítes têm a janela virada para a área onde ficam os aviões. Perfeito para a criançada ou para os mais curiosos. Nesta noite, tive a chance de ver o novíssimo e imponente airbus A380 da Emirates, que pousava pela primeira vez em Cumbica. Um espetáculo! Mas isso é assunto para outro post.

Todos os 80 quartos têm televisão com canais a cabo, mas sem frigobar. O hotel não possui serviço de quarto, porém nada impede que o hóspede opte por levar algo para comer ou beber na sua própria suíte.

Ainda conhecendo tudo do Tryp, fomos até ao jardim principal, uma ampla área também para fumantes, com bancos, muitas plantas ao redor e a certeza de que o hotel é totalmente isolado acusticamente. Ao passar do corredor interno para o jardim, logo lembrei que estava dentro de um aeroporto, por causa do som vindo das aeronaves. Passamos também pela sala de leitura e sala de reuniões, privativas. Esteja com quem estiver, para descansar ou mesmo fazer negócios, o hotel garante as instalações e o serviço de primeira linha.

GOPR2732

#PartiuRestaurante
Após a primeira parte explorando as dependências do Tryp, era chegada a hora de colocar a teoria em prática. Depois de um belo banho, fui conferir o bar, o restaurante e as opções disponíveis para comer.

O hóspede tem tudo à vontade, menos bebidas alcoólicas. No bar, à meia luz, tomar um uísque enquanto ouve um jazz ou escolher por assistir a um esporte na TV são claras opções, unidos a alguns snacks para quem chega após as 23 horas.

O sistema à la carte do restaurante conta com a especialidade do chef. Da entrada à sobremesa, as sugestões são impecáveis e muito bem servidas. De entrada, pedi uma salada italiana – rúcula, queijo fresco ralado na hora e tomate seco. O prato principal foi um filé de frango com molho gruyére e amêndoas filetadas. Como acompanhamento do filé, arroz à grega. Estava bom demais! Poderia pedir também purê de batata ou diversos legumes refogados para acompanhar, mas preferi não exagerar, já que a sobremesa ainda passaria pelo meu crivo. E a sobremesa? Tinha salada de frutas, que eu curto muito, mas fui de sorvete de morango com chocolate cremoso e chantili. Foi pra fechar com chave de ouro.

Como disse o gerente operacional do Tryp John Earl, ele exemplificou a escolha do viajante pelo hotel: “As pessoas, muitas vezes, chegam assustadas, nervosas com algum problema do voo. Após o check-in, elas ficam deslumbradas com os apartamentos. Este é um hotel verdadeiro. É uma sala vip com acomodação. Quem conhece o hotel, acaba mudando de temperamento automaticamente”. Foi alí que lembrei que momentos atrás estava com dor de cabeça e, tranquilo, esqueci que ela havia passado.

Depois, fui andar por mais de uma hora para conhecer o Terminal 3. Tudo novo, imponente. Já bem cansado, voltei ao hotel e fui tranquilo para minha suíte, sem me lembrar que o meu dia tinha sido pesado. Ah, dor de cabeça? Oi? Ponto para o Tryp!

O dia seguinte e o café
Para algumas pessoas, não tem hotel cinco estrelas que as façam dormir bem fora da sua cama. Eu sou uma destas. Preciso de duas a três noites para me acostumar com colchão e travesseiro de hotel. Porém, no Tryp, eu fui longe…rs. Acordo cedo diariamente, antes das 7 horas, mas naquele silêncio de uma suíte climatizada e escura, acordei até assustado com o horário, mais de 9 horas, não sei se foi pelo cansaço do dia anterior ou porque consegui realmente relaxar. Os dois, né?

Hora do café, tudo à mesa. Quer dizer, quase tudo, porque eu estava relativamente “atrasado” para o momento e perdi a chance de ver a mesa completa e fazer aquela foto top. Porém, novamente, nada ficou a desejar. As opções, as classificaria como “infinitas”. Chás, sucos naturais, sucos de soja, máquina de café e chocolate à vontade, biscoitos, pães, mini-croissants, queijos, presuntos diversos, iogurtes, cereais, frutas… Também as opções quentes, como ovos mexidos, queijo e misto… Atenção especial também para pães sem glúten e leite sem lactose.

Comi um pouco de cada. Queria provar o que via. Ovos mexidos generosos, queijo quente na medida, tudo muito bem preparado. Detonei! rs

Na sequência, aproveitei para fazer umas fotos do jardim externo de dia. A missão estava cumprida!

Minha estadia iria até o final da tarde, mas a missão já estava cumprida. Era a hora de começar a pensar no dia, mesmo sendo um domingo, pois, para quem trabalha com Internet o tempo todo, domingo é um dia a mais.

No hotel
– Recepção 24 horas;
– Bar 24 horas;
– Governança e manutenção 24 horas;
– 80 quartos, incluindo 42 twin, 14 Queen, 7 King, 4 familiares, 5 fitness e 8 acessíveis. Todos com zona de trabalho, cofre digital, TV, wi-fi e secador de cabelo;
– Wi-fi;
– Monitor com o informativo de chegada e partida dos voos;
– Acessibilidade;
– Área para fumantes;
– São permitidos animais de pequeno porte e cães-guia, com adicional de R$ 70 por animal;
– Sem estacionamento disponível.

Preços
– 3 horas
Single: R$ 390 + R$ 7,80 (impostos)
Double: R$ 435 + R$ 8,70 (impostos)

– 6 horas
Single: R$ 490 + R$ 9,80 (impostos)
Double: R$ 535 + R$ 10,70 (impostos)

– 12 horas
Single: R$ 650 + R$ 13 (impostos)
Double: R$ 695 + R$ 13,90 (impostos)

– Diária
Single: R$ 800 + R$ 16 (impostos)
Double: R$ 845 + R$ 16,90 (impostos)

Mais fotos do hotel

 

Não esqueça de fazer um seguro para suas viagens. Não tem coisa melhor que sair de casa tranquilo para curtir a viagem dos seus sonhos. Não deixe de fazer uma cotação do seguro com a Real Seguro Viagem.

Curta e siga:
Arnaldo Rafael Borges

Arnaldo Rafael Borges

Com formação em Jornalismo, já viajei bastante por este mundão. Além de morar por um ano na Austrália, conheci países como México, Argentina, Uruguai, Chile e Nova Zelândia e também gosto de compartilhar o que há de mais interessante e inspirador para o viajante.