Checklist: o que você precisa saber sobre vacinas antes de viajar para o exterior

passaporte_vacina


Malas prontas, moeda estrangeira, passaporte e passagem na mão, hotéis reservados, assistência médica internacional emitida… será que ainda falta algo antes de ir para o aeroporto?

Uma dúvida constante e que deve estar sempre entre os preparativos de qualquer viagem são as exigências em relação às vacinas necessárias em cada destino e a antecedência. Normalmente a vacina deve ser garantida no mínimo dez dias antes da viagem, e algumas delas exigem mais de uma dose. Não deixe para a última hora!

Devemos ter em mente que é importante estarmos imunes contra potenciais riscos em países que estejam em nosso roteiro de viagem e também precisamos garantir que não oferecemos riscos à população local.

Sim, cada país possui uma regulamentação e exigências específicas de saúde e imunização e o viajante deve sempre se adequar às regras para evitar problemas na imigração.

O Brasil, por exemplo, é considerado uma área endêmica de febre amarela, portanto vale ficar atento também a que outras vacinas são necessárias caso sua viagem passe por regiões endêmicas de outras doenças, como é o caso da hepatite A ou do sarampo.

A lista com todas as áreas de risco ou com os países que exigem vacina você encontra no site da OMS.

Certificado Internacional de Vacinação

A melhor forma de estar sempre por dentro das orientações de cada país de destino é por meio do site da Anvisa, que possui um setor destinado especialmente a quem pretende passar um tempo fora do Brasil: são os Centros de Orientação ao Viajante, credenciados para emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP, que substitui a carteira de vacinação no exterior. Alguns centros também disponibilizam as vacinas gratuitamente.

Outra forma de estar sempre com a carteira de vacinação em dia é ficar atento às campanhas de vacinação realizadas pelo Ministério da Saúde, que acontecem ao longo do ano. Atualmente as vacinas contra o HPV e Meningite C já estão disponíveis gratuitamente nas unidades de saúde em todo o Brasil.

Curta e siga: