Dicas para curtir Portugal no inverno



Muitos turistas optam por viajar para a Europa no verão pela infinidade de coisas para fazer, contudo também existem opções de lazer no inverno, principalmente em Portugal que é um dos países menos frios do continente europeu.

Se viajar nas estações mais frias tem a vantagem das passagens aéreas serem mais baratas, os locais menos cheios além da chance de curtir um clima mais frio, conhecer Portugal no inverno é uma ótima dica.

Confira 5 tours interessantes para se fazer em Portugal no inverno:

Palácio de Queluz

O Palácio de Queluz é um ótimo programa para se fazer no inverno. Ele serviu de moradia da família real antes da mudança (fuga) para o Brasil em 1807 e possui vários aposentos magníficos, repletos de detalhes minuciosos.

O estilo clássico-barroco aliado aos fantásticos jardins com fontes e estátuas, tornam o local um passeio muito agradável, inclusive o Palácio de Queluz lembra o Palácio de Versalhes na França, no que diz respeito aos jardins.

Site: parquesdesintra.pt
Onde: Sintra (arredores)
$$: 10€ (Palácio + Jardins) e 5€ (somente jardins)
Visitação: 9h00-18h00.
Curiosidade: É considerado um dos últimos grandes edifícios de estilo rococó da Europa.
Dica: compre o ingresso que inclua também os jardins, eles são fabulosos mas visite o local sem pressa.

Banho termal em Alcobaça

Banhos termais, sauna a vapor/seca e tratamentos estéticos combinam perfeitamente com a estação mais fria do ano. Situado na cidade histórica de Alcobaça, o Termas da Piedade está dentro de um luxuoso hotel, cujo
o spa oferece uma infinidade de tratamentos de várias patologias através de suas águas termais.

O circuito de hidroterapia é um dos mais populares e inclui piscina de hidromassagem, jacuzzi, sauna seca/vapor, zona de relaxamento e outras opções. O interessante é que mesmo não hóspedes podem fazer uso da Termas (a um custo extra) e relaxar nas águas quentes das 2 piscinas e jacuzzi enquanto faz frio lá fora.

Os preços dos tratamentos e massagens podem ser verificados na recepção do local, pois existem vários tipos e cada um é específico para um problema, exemplo dores musculares.

Site: yourhotelspa.com
Onde: Alcobaça (a 100 km ao norte de Lisboa)
$$: Circuito de Hidroterapia 12,50€ (hóspedes do hotel) e 20€ (visitantes), duração máxima 90 minutos.
Horário: seg-sexta 9h00 às 20h (horário estendido nos finais de semana até 00h)
Dica: aproveite para almoçar no hotel, a comida é excelente e apesar do requinte, os valores não são caros.

Observação de golfinhos

Em Setúbal, a 40 km de Lisboa, um passeio muito legal que pode ser feito em qualquer estação é observar os golfinhos a bordo de um catamarã ecológico. As graciosas criaturas são residentes fixos na cidade, sendo única em Portugal, algo raro no mundo.

A embarcação possui uma área externa e também interna, entretanto como o frio no país não é tão rigoroso como em outros países da Europa, é possível curtir as quase 3h estando apenas agasalhado.

O catamarã parte das docas da cidade, passando pelo zona do estuário do sado, Tróia, a linda costa da Serra da Arrábida, além de alguns pontos de interesse e monumentos históricos da cidade de Setúbal e da costa da Arrábida.

A observação de golfinhos tem duração máxima de 30 minutos, período estipulado pelo código de conduta do Parque Natural. Além disso, o barco possui janelas submarinas, permitindo ver embaixo d´água.

Site: Dolphin Bay
Onde: nas docas da cidade de Setúbal (a 40 km ao sul de Lisboa).
$$: 30€ (baixa temporada) // 35€ (alta temporada) e 15€ (crianças de 4 a 12 anos)
Horário: No site tem um calendário para agendar uma data de passeio e verificar a disponibilidade.
Observação: É servido um welcome drink logo no início do tour com moscatel ou suco de laranja, além de canapé de doce de kiwi. O passeio respeita integralmente o código de conduta de observação de golfinhos, para dessa forma não perturbá-los.
Dica: Ótimo para fotografar a Serra da Arrábida de um ângulo diferente.

Conhecer uma vinícola

Degustar um bom vinho e passear por uma bela vinícola com um casarão histórico de 1834, são programas bastante interessantes para se fazer no inverno em Portugal. O local em questão é a suntuosa vinícola José Maria da Fonseca localizada em uma charmosa freguesia chamada Azeitão (que pertence ao concelho de Setúbal).

Responsável por mais de 30 marcas, dentre elas o conhecido Periquita (muito popular no Brasil), a visita guiada inicia com a história da família cuja a produção de vinhos foi passando de geração para geração, começando o tour em uma espaçosa Casa Museu (residência da família no passado) onde encontra-se mobiliário antigo assim como as máquinas que engarrafava nos primórdios tempos da JMF. Em seguida, os visitantes são direcionados para as antigas adegas que até os dias de hoje estagiam em seus barris gigantes os vinhos da vinícola.

Os jardins da vinícola são belos e na primavera mais ainda quando fica completamente florido, um passeio muito agradável. O tour termina com uma visita à loja onde estão todos os vinhos produzidos pela marca, além de poder fazer também uma degustação dos principais vinhos.

Site: jmf.pt
Onde: Vila Nogueira de Azeitão em Setúbal
Horário: no inverno de novembro a março de 10h00-12h00 // 14h30-16h30 (recomenda-se agendar antes).
$$: verificar no site os preços da visita e degustação.
Dica: a uma variedade grande de vinhos de todos os tipos e alguns com preços excelentes.

Visitar o museu MAAT

Dono de uma arquitetura futurista, o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) fascina visitantes por dentro e por fora. A cobertura do museu foi idealizada para ser um ambiente ao ar livre, onde os visitantes podem caminhar e admirar uma linda vista panorâmica.

No interior do edifício, amplos salões revelam em cada ambiente obras diversas, misturando arte, arquitetura e tecnologia. Ao lado do MAAT, encontra-se a Central Tejo que possui uma exposição permanente e algumas temporárias.

Site: MAAT
Onde: Belém (Lisboa)
$$: 5€ (MAAT) e 9€ (MAAT + Central Tejo)
Horário: 11h-19h (o Museu MAAT encontra-se em reforma devido a um temporal em dezembro mas irá reabrir em março).
Dica: Não deixe de visitar o Museu da Eletricidade, já que o ingresso permite isso.

Sobre o autor: André Araujo
Consultor em Turismo e Jornalista – Curte viajar para lugares comuns e incomuns, no interior do país ou exterior. Tem passagens pela América do Norte/Sul, África e Europa. Lema: Viajar enriquece mais do que alguns trocados!

Curta e siga:
Avatar

Michel Zylberberg

Criei o blog em 2006 para compartilhar as minhas andanças pelo mundo, já rodei por mais de 20 países e gosto de incentivar as pessoas a conhecerem o que esse mundão maravilhoso tem a oferecer! Conto com a colaboração de amigos e convidados para poder trazer um conteúdo relevante e interessante, sempre junto com a minha grande paixão - a fotografia.